CVRPG v3.0

CVRPG v3.0

Descobra esse novo mundo!
 
MembrosBuscarInícioPortalFAQGruposRegistrar-seConectar-seCalendário
CV RPG de volta, agora na versão 2.0

Compartilhe | 
 

 FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"

Ir em baixo 
AutorMensagem
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Seg Set 14, 2009 8:40 pm

--------"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"--------

Por Josh Teck


Prólogo


Desejava não estar nesta cituação, Hot não estava em condições adequadas, Cazi estava ocupado com o grandalhão, me vi sosinho tendo de lutar contra meu próprio pai, isso era terrivelmente assustador, lutaria contra a ultima pessoa do mundo do qual eu gostaria de lutar, era um impasse, se eu não o infrentasse, nao iriamos venscer esta guerra, me vi então a ter de decidir entre duas coisas:

A sobrevivência dos inocentes ou a vida de meu pai, estava confuso, então opitei por um único caminho que me pareceu correto, me lembrei do que Amanda me disse naquele dia...


Capitulo 1-A conversa

Era Verão, o sol brilhava forte, a brisa maritima entrava em meus pulmões, parecia ser um dia comum, assim como os demais.

Vesti minha armadura brilhante, e coloquei meu elmo, ao sair a porta um dos meus homens me esperava para me acompanhar ao campo de treino, parecia impossivel, a apenas 2 anos eu era um estudante na ordem da cavalaria, e agora, era o Comandante da 1ª divisão da Cavalaria, mal podia acreditar, me consideravam o melhor espadachin da ilha.
Não aguentava mais a mesma rotina, tinha de fazer algo diferente. Ao chegar ao campo de treino, mais uma parte dura de meu trabalho me seguia, eu haveria de treinar 50 novos cavaleiros esta manhã. Desci do meu cavalo e ordenei que efetuassem suas tarefas cujo havia ordenado no quadro de treino. Não estava mais com paciência para isso.
Ao fim do dia eu havia decidido entregar o comando da cavalaria, iria ao escritório de meu pai pedir exoneração do cargo. Ao chegar a porta da sala, a secretária me disse que estavam em reunião e que já me esperavam, isso me assustou um pouco, não sabia de nenhuma reunião, entrei na sala e me sentei à minha cadeira, observei os planos e mal podia acreditar, estavam planejando um ataque a nárnia!
Me levantei e pedi a palavra:

_Como queira-disse meu pai-
_Não posso acreditar nisso, acham mesmo que temos essa força?
_Nossas tropas estão muito bem treinadas, principalmente nossa cavalaria eu diria-Disse um dos comandantes ali presentes
_Não creio que possamos suportar uma guerra contra Nárnia!
_É por isso que estamos aqui-Disse um comandante Telmariano que ali estava, cuja sua presença ainda nao havia percebido
_Seja o que for que façam, nao tem a minha aprovação!

Então com raiva, me levantei da mesa e sai da sala, fui direto ao meu quarto, me deitei e fiquei pensando no que fazer, qual era o certo, o que era errado. Não sabia o que fazer.



Capitulo 2-A Viagem, Em Nárnia e o Encontro Inesperado

Passei a noite toda pensando no que fazer, ao amanhecer já havia tracado meu plano, não iria trair meu pais, embora meu pai fosse daqui, minha mãe era Narniana, e não podia deichar isso acontecer, o sangue narniano corre em minhas veias.
Já queria uma aventura a algum tempo mesmo, então pra mim estava perfeito, cheguei ao campo de treino e escolhi minhas melhores armaduras, minhas melhores espadas. Na hora do treinamento, não passei as atividades do dia, dispensei os alunos já com suas aprovações a cavaleiros, pois sabia que alguns soldados "inesperientes" nos ajudariamos na batalha. Ao cair da noite, montei em meu cavalo e me dirigi ao porto, estava disfarçado, vestia um pano de saco sobre a armadura, e um capuz de camponês para esconder minha indentidade.
Paguei 30 pesos por um pequeno barco de uma vela que ali se vendia, sabia que era arriscado navegar tantas milhas num barquinho daqueles, mas sabia que não teria muito tempo, tinha de chegar a nárnia e avisar o Rei sobre o ataque e ai sim Nárnia organizaria o exército, se eu demorasse muito, As tropas de meu pai chegaria a Nárnia com Nárnia ainda com a guarda baixa.
A principio a viagem ficou calma, não havia ondas muito altas, mas o vento era forte o suficiente para navegação, pelomenos para meu pequeno barquinho. A principio achei que estava fazendo o certo, depois percebi onde errei, errei em minhas preparações, maldita pressa, não havia levado um mapa, nem mesmo uma bússula, minha sorte é que minha mãe me havia ensinado a me guiar pelas estrelas.
Ao tardar da noite, lá pelas 3 da manhã, uma forte tempestade comessou, tentei colocar o barco no lugar mas uma forte onda o atingiu, então escorreguei e batia a cabeça em uma pedra. Quando acordei, já estava em uma praia, meu corpo doia, não sabia o que estava sentindo ao certo, calculei pelo sol que deveria ser praticamente meio dia. Me levantei desengonçado, não sabia onde estava, olhei a minha volta, não havia nada que eu recordara desde a ultima vez que estivesse em nárnia, no festival do torneio de justas e de espadas.
Olhei a volta e comessei a caminhar, passando-se algumas horas, o cansaço da noite na tormenta, minha roupa molhada e minha armadura fizeram com que o cansaço duplicasse, mal conseguia andar, a noite já caia, precisava de uma boa noite de sono, proucurei em volta alguns paus secos para fazer a fogueira, encontrei algumas madeiras de cedro, não eram muito boas para fogueira mas iriam servir. Retirei minha roupa molhada e minha armadura, coloquei tudo a um canto e pus as roupas para secar, fiquei apenas com o que seria uma espécie de "short", me sentei próximo a fogueira para esquentar o corpo frio e cansado da caminhada.
Na manhã seguinte acordei um pouco sujo, havia dormido sobre a terra com o corpo um pouco molhado, proucurei a volta e achei uma especie de riacho, me banhei e fiquei ao sol. Não demorou muito para secar, com 10 minutos ja estava seco, o sol estava bem a cima de mim. Retornei as minhas roupas e as vesti, cloquei minha armadura e continuei a caminhada.
Andei toda a manhã e toda a tarde, estava faminto, o sol estava no horizonte, não havia encontrado nada, estava perdido, nem mesmo sabia onde estava, tentei proucurar algo para comer mas nada encontrei, fiz minha fogueira novamente mas desta vez dormi sobre a relva. Tive uma boa noite de sono, porém, ao acordar vi que um homem estava sentado sobre uma pedra a alguns metros de mim, foi quando escutei sua voz:

_Está um pouco longe de casa não meu caro amigo Josh?
Demorei um pouco para perceber quem era, era Cazi, meu melhor amigo que eu possuíra em Nárnia, o havia conhecido a vários anos, em uma das viagens que anoalmente fazia com minha mãe.
_Cazi?-perguntei assustado-Como é bom te ver cara!
Me levantei e fui logo dando-lhe um abraço.
_O que o tráz aqui?
_Meu caro, coisas ruins estão para acontecer...
_vamos até minha casa, conversaremos melhor lá...

A viagem durou cerca de 6 horas, durante o percurso, conversamos sobre como ele me havia encontrado, e sobre como passara a vida em Nárnia...
Cazi era um Jovem bastante forte que tinha 27 anos, idade razoável, por se tratar de um guerreiro, media cerca de um metro e oitenta e três centimetros, era musculoso e aparentava ter bastante autoridade.
Chegamos na casa de Cazi, sua casa era uma pequena cabana construida a beira de um riacho, Cazi vivia com Amy, uma garota Narniana de estrema belesa, seus cabelos eram compridos, cacheados e loiros, sua pele branca como leite, e seus olhos mais azuis do que o céu, seu rosto reluzia de alegria, Amy tinha uma alegria em seu interior que a todos contagiava. Amy e Cazi já namoravam a alguns anos, mas pelo visto, Cazi esperava que Amy atingisse uma idade maior para cazarem, Amy tinha apenas 18 anos, e Cazi a tratava como que se fosse quebrar a qualquer momento, como se fosse de vidro.

_Olá Josh, quanto tempo...entre... Disse Amy ao abrir a porta sorrindo.
Tratei de retribuir o sorriso, embora o momento não fosse dos melhores.
Nos sentamos no sofá para conversar enquanto Amy terminava de terminar o jantar.

_E então caro amigo, ainda não me disse do porque está aqui...
_Meu caro amigo, meu pai pretende atacar nárnia...
_Corajoso-disse Cazi após alguns segundos de espanto-
_Mas ele não está sosinho, Telmar mandou tropas para ajuda-los.
_Isso complica tudo, Nárnia enfrenta uma guerra violenta contra os gigantes do norte, o próprio Rei foi deslocado para o norte para se juntar as tropas, a princesa me ordenou que reunice meus homens e que ficasse preparados pra que se algo ocorresse...
_Realmente, complica mesmo, precisamos ir a Cair Paravel para avisá-los então.
_Pela manhã irei reunir meus melhores homens para irmos, estive pensando em um pequeno grupo, para que o deslocamento seja mais rápido.
_É, parece que encontrei a pessoa certa assim que pisei aqui, vejo que tivemos sorte nisso-Disse alegre com o entusiasmo de Cazi

Jantamos, Cazi me levou ao quarto de hóspedes, me deitei na cama e dormi como nunca havia dormido antes, finalmente sentia o aroma da Aventura, chega de dias monótonos, chega de treinamentos, chega dessa bobeiras todas.


Capitulo 3-A Aventura comessa

Acordei cedo, o sol estava aparecendo, calculei que seria umas 6:30 da manhã, me sentei na cama e me pus a ouvir, não queria acordar-los, fiquei um tempo esperandoo, quando escutei Cazi dizer algo a Amy, então deduzi que ja estivessem acordado.
Me levantei e abri a porta, olhei a minha volta, a pequena luz do sol azulada da madrugada entrava pela janela da frente, esferguei meus olhos para ver melhor, estava fresco, e tudo prometia um ótimo dia.

_Bom dia!-Esclamou Cazi ao me ver
_Bom dia!-Devolvi abrindo um sorriso
_venha, o café está a mesa
_Hum-concordei ainda um pouco com sono

Andei até a cozinha, Amy estava fritando alguns ovos, comprimentei-a com um caloroso bom dia, que me foi devolvido com um alegre sorriso. Sentei-me a mesa, Cazi já havia se sentado. Havia pães-de-mel, algumas torradas, geleia de frutas vermelhas, chá, enfim, um café da manhã completo. Cazi percebeu minha gratidão ao ver a mesa lotada, então me explicou que deveriamos comer bem, ja havia avisado seus alunos, e logo iriamos ao ponto de encontro, de lá partiriamos para Cair Paravel.
Após o café, juntei minhas coisas e fui esperar Cazi a porta:
_Tudo pronto?-Perguntei
_Tudo sim.


Haviamos conseguido 3 cavalos, montamos e partimos, cavalgamos por 30 minutos, mas nestes 30 minutos percebi o quanto Nárnia era bonita, passamos por campos magnificos, atravessamos um riacho que parecia um espelho pela claresa de sua água. Chegamos ao ponto de encontro, todos já estavam esperando.
Hotkill, um rapaz forte, que possuia a minha idade, 26 anos, tinha um cabelo castanho médio, media quase minha altura, e vestia uma armadura azul, que pelo visto, de fabricação Arquelona.
kan, um garoto robusto, de pele morena, parecia querer pular em alguem, nao portava armas, tinha bastante pelo nos braços e seu cabelo era comprido.
E por ultimo Amanda, uma garota exepcionalmente bonita, tinha cabelos pretos que batiam quase a cintura, bastante sedosos e bem cuidados, vestia uma roupa de linho fino, vermelha com detalhes cor de Ouro, por baixo uma cota de malha, mal podia percebesse, por cima da roupa uma capa de couro também nas mesmas cores que sua roupa, portava um arco bastante ágil, em suas costas um recipiente de couro, com várias flechas pretas com penas vermelhas, esta parecia calma, seus olhos azuis refletiam sua calma, olhava para mim com tom de respeito, e eu gostei disso.
Fiquei por um instante observando-os, percebi que Cazi fizera uma seleção bastante variada a respeiro de habilidades, uma arqueira, um guerreiro, e um Homo-Animal, que provavelmente deveria se transformar em lobo, numa especie de Lobisomem

_Muito bem, vamos então?-Ordenou cazi olhando seus alunos-
_vamos-disseram eles-

Comessamos a cavalgar em linha idiana, Cazi ia a frente, seguido por Amy, Kan, Hotkill, Amanda e eu. A principio fiquei incomodado em ser o ultimo, minhas habilidades superiores de cavalaria eram mais úteis a frente, mas por fim acabei gostando, uma vez ou outra falava com Amanda e Hot, sobre como era minha vida nas Ilhas solitarias. Não me importava muito com Hot, estava gostando mesmo era de conversar com a Amanda. Passaram-se algumas horas, Amanda parecia não estar mais interressada no papo, contentei-me então de conversar com hot.
A noite caiu, decidi então juntamente com Cazi, que deveriamos armar o acampamento para passar a noite, Hot e eu fomos buscar lenha, Amanda entrou na mata proucurando caçar algo, Amy, Cazi e kan estavam armando os lugares para dormir. Pouco tempo depois retorno junto com Hot, trazendo algumas lenhas secas, colocamos elas no meio e acendemos a fogueira, nos sentamos próximos a ela e comessamos a conversar enquanto nos aqueciamos:
_E então Hot, qual é a sua profissão?-perguntei puxando assunto-
_Sou Tenente do exercito narniano, estava incumbido de juntar tropas juntamente cm cazi-disse ele como que se estivesse contando vantagem-
_Am-fingi demostrar interesse-Parece um tanto "chato"
_Nem tanto-respondeu ele-as veses é até um pouco divertido

Neste momento Amanda retorna, segurando 3 lebres aparentemente gordas.

_Ah, sua habilidade de caça sempre me surpriende-disse cazi surpreso-
_Tive sorte-disse ela humildimente-Achei algumas tocas logo ali a frente
_Parecem estar deliciosas-disse tentando puxar conversa-
_Agora nao, mas concertesa vao fiacr-disse amy anciosa, pegando uma delas e chama amanda para ajuda-la a limpa-las-

Fico olhando amanda por um estante, logo Cazi percebe e chega perto de mim e diz:

_você gostou da Amanda nao foi?
_Que isso cara, vc me conhece-disse tentando disfarçar-
_Sei...Por isso mesmo digo que vc esta gostando dela...

Fiquei calado, sabia que nao conseguia me esconder de Cazi

_Mano, tu escolheu uma boa garota, só que tem um problema
_Qual?-perguntei um pouco desanimado-
_Ela nao é de falar muito
_Eh, eu percebi isso...

Passaram-se alguns minutos, e logo o jantar estava pronto, não era bem um jantar, mas as mãos hábeis que os prepararam o fizeram ficar ótimo

_está ótimo meninas-Disse Hot ainda de boca cheia
_Obrigada-disse Amy e Amanda, que embora estivesse um pouco sem jeito

Fiquei quieto em meu canto observando Amanda enquanto o tempo passava. Logo todos haviam terminado, e estavam caindo de sono, fizeram logo suas camas e foram dormir, apenas eu me mantive acordado, fiquei olhando para o céu pensando no futuro...
Passando-se alguns minutos, ouvi um barulho na floresta nao muito distante, me levantei e fui ver o que era, vasculhei a mata por alguns minutos, mas nada encontrei, então retorneri e me deitei...
_Não deve ser nada-Pensei comigo mesmo, e então cai no sono...

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kabuls 07
Sou novato seja simpatico
avatar

Número de Mensagens : 14
Pontos : 16
Data de inscrição : 23/01/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Ter Set 15, 2009 3:52 pm

tá massa cara
pelo jeito é a história da quest
continua aew depois
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Ter Set 15, 2009 7:36 pm

vou continuar sim, assim q postar o próximo cap eu posto aki....

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Kabuls 07
Sou novato seja simpatico
avatar

Número de Mensagens : 14
Pontos : 16
Data de inscrição : 23/01/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Qua Set 16, 2009 8:11 pm

blz então
vou esperar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Sab Set 19, 2009 2:27 pm

Capitulo 4-Pequeno imprevisto

Acordei cedo, logo senti um cheiro de ovos cozidos, me levantei para olhar e Amanda os estava cozinhando, olhei a minha volta e todos ainda estavam dormindo, me levantei e fui até ela e me sentei ao seu lado:
_Bom dia Amanda-Disse num tom de voz agradavel
_Ah, bom dia Josh, dormiu bem?
_Sim, muito bem, e você?-Perguntei animado
_Noite melhor pra mim nunca teve...
_Quer ajuda?-Perguntei num tom cortez
_Cláro, preciso caçar algo na floresta para o café, pode me ajudar?
_Posso sim...

Comessamos a caminhar floresta adentro, com a Amanda atenta com o arco em mãos, enquanto isso eu empunhava minha espada pronto para cortar o primeiro animal "comestivel" que visse pela frente. Andamos bastante mas sem nenhum sucesso, até chegar em um campo aberto onde havia alguns pássaros catando grãos, fiquei observando por um momento enquanto Amanda se preparava, notei que os passaros comessaram a ficar atentos, quando amanda se preparava para lançar a flecha os pássaros voaram
_Que pena, disse ela...
Antes que pudesse falar percebi o que havia acontecido, um leão estava agachado atráz de amanda a cerca de 15 Mt, e se lançou a ela em um ataque. Pensei rápido, nesse exato momento a puxei para o lado e posicionei minha espada, o leão pulou sobre mim e eu me defendi de suas presas com a espada, mas nao pude evitar que fosse ferido pelo peso do grande animal e este me deu uma patada na cara a que fez um fundo corte de um lado do rosto, e suas patas tentando se livrar de minha espada, cortaram o meu braço. Com a boca toda cortada, o leão recuou, o suficiente para que eu o chutasse me levantasse rapidamente e enfiasse a espada atravessando sua cabeça de um lado ao outro, o leão se debateu e jaziu morto no chão.
Olhei para Amanda que estava assustada, nunca estivera tao proxima da morte, olhei para ela com cara de assustado e andei até ela cambaleando até cair em seus pés, estava exausto, nao conseguia me mecher, o impácto e o peso do grande animal me abalou minha estrutura e eu sentia dor, muita dor, e o sangue escorria pelo meu rosto e braços, comessei a sentir o que seria um principio de pneumunia, comessei a tremer e a sentir frio. A Amanda ficou apavorada, me cobriu com sua capa e susurrou em meu ouvido: _Não se mecha, volto logo...
Vi a Amanda entrando correndo floresta adentro e adormeci.

Quando acordei, estava no acampamento, era noite novamente, meus braços estavam enfaichados cobertos por uma pasta verde, que deduzi ser remédios naturais, meu rosto havia um curativo e eu estava péssimo, olhei entao Amanda e a mesma se aproximou e se ajoelhou e sentou-se de lado ao meu lado, olhou firme meus olhos, entao eu perguntei um pouco baixo, estava sem forças:
_Você...está b-b-bem?
_Se estou bem?sim estou-Disse ela com sinceridade-Obrigado pelo que fez, nunca vi tamanha coragem, aquele leão, era tão, tão...Neste momento levantei meu braço e cuidadosamente coloquei meu dedo em sua boca, num sinal de silêncio
_Shii-disse pedindo que ela parasse de falar, mas de uma forma reconfortante-Não se preucupe, estou bem, era o mínimo que podia fazer, não podia deicha-la morrer.
Ela se deitou ao meu lado e colocou minha cabeça em seu ombro e susurrou em meu ouvido:
_Vou cuidar de você...

Então adormeci novamente...

Na manhã seguinte, ja me sentia melhor, ja conseguia me levantar, retirei as ataduras e só havia uma casca grossa dos machucados. Aquele remedio deve ser realmente bom. Pensei comigo mesmo, me levantei e a Amanda veio em minha direção trazendo em uma taça um pouco d'água
_Beba-disse ela olhando em meus olhos
_Obrigado-Disse após beber
_Consegue montar Josh?-Disse cazi preucupado-Precisamos partir
_Acho que sim-disse enquanto olhava para ele e me espreguissava como quem quizesse estralar a coluna
_Então vamos, Amanda, vá atraz de josh, assim pode ficar de olho nele
_Pode deichar...

A cavalgada seguia firme, não havia distração, ou pelomenos por enquanto, depois de algumas horas de caminhada, Cazi decidiu parar para descansarmos, me assentei em uma pedra e me estiquei novamente, meu corpo ainda doia um pouco, mas ja respondia como antes. Olhei meus braços marcados e fiquei um pouco triste com isso, Mas a amanda passou os dedos neles e foi subindo até meu queixo e disse para mim:
_Ei, você ainda continua lindo como sempre-Disse passando a mao nas cicatrizes do rosto-Não me importo com cicatrizes, principalmente estas, que demostram sua coragem ao me salvar...
Fiquei um pouco constrangido, nao sabia de fato o motivo dela dizer aquelas palavras.
Cazi se levantou e foi olhar a volta, disse que havia ouvido um barulho. cazi demorou algum tempo e então decidi ver o que houve, a Amanda nao gostou da ideia, achou que nao deveria te-lo feito, ainda estava me recuperando, mas nao lhe dei ouvidos, e fui ver o que diabos estava acontecendo...

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Sab Set 19, 2009 3:58 pm

Capitulo 5-Primeira Batalha

Fiquei surpreso quando vi, só hove tempo do cazi dizer:
_cuidado!
E pronto, eu ja havia me juntado a ele no abraço de urso dos cipós de uma planta carnivora gigante.
_Ah, olá Cazi-Disse rindo pelos lados
_Seu jumento, foi pego!
_Olha quem ta falando, você está aqui tem quase 2 horas
cazi bufou
_Fique calmo, ja pensei em um plano

Olhei em minha volta, tentei me mecher mas estava totalmente preso

_Cazi, veja se consegue pegar um canivete no meu bolso esquerdo
_Ta oks, espera

Alguns minutos de tentivas depois e cazi conseguiu pega-lo, mas o mesmo ia escorregando e quase que nao conseguimos pega-lo, tive de pegalo com um dos dedos dos pés

_E agora cabeção-disse a cazi-como vamos usa-lo?
_Sei lá, o gênio aqui é você-disse ele sarcasticamente

Passaram-se algumas horas, e eu ainda tentava pegar o canivete, quando escutei a voz de Amanda chamando por mim, então comessei a gritar:
_Cuidadooo!!!

Mas também era tarde de mais, ela havia sido pega...

_Belo jeito de morrermos-disse cazi sorrindo
_Ainda não-eu disse tentando num ultimo esforço pegar o canivete

Passaram-se alguns minutos e o canive estava quase a altura de minha mão, me estiquei e me contorsi o máximo q pude mas o canivete escorregou e caiu no chão

_Lá se vai nossa salvação-Disse amanda triste

Derrepente uma flecha zuniu em nossa direção e acertou cazi dentro da planta, a mesma zuniu e se abriu e largou cazi, o mesmo havia sido ferido pela flecha no braço esquerdo, mas nao o impediu de lutar, rapidamente cortou uma parte da planta que me soltou, e eu o mesmo fiz com Amanda.
O arqueiro que atacara Cazi era um anão, e ao lado dele havia 5 guerreiros das ilhas solitarias, Batedores, conclui. O anão continuou a atirar flechas, os guerreiros avançaram em nossa direção, uma flecha zuniu e passou de raspão no meu braço, que se contorceu como se tivesse morrendo, passei entao minha espada para a outra mao do braço bom e fiquei em formação com cazi, outra flecha zuniu, mas desta vez Amanda havia matado o anão. Houve entao o impácto, os guerreiros nos atacaram de frente, levantei minha espada para me proteger de um ataque direto e a girei e defendi outro ataque que vinha pelo flanco, eu estava lutando contra dois, pude ver Cazi se esquivando e atacando contra os outros três, não pude pensar muito fiz um giro e recuei doi passos, ataquei entao os dois girando no meio deles, cortando um pela barriga e o outro pelo braço, me virei erguendo minha espada para defender de outro ataque, os dois reclamavam, mas pareciam nao estar se importando com os ferimentos, avancaram fuirosos, corri em direção a uma árvore e a usei como impulso e voltei na mesma hora dando um pulo por cima dos dois, al cair atráz dos mesmos, dei uma coronhada com o punho da espada na cabeça de um deles, o outro me atacou e cortou meu braço, nervoso, o ataquei com golpes baixos, e quando o mesmo abriu a guarda o chutei contra a árvore e enfiei a espada em seu peito, o outro se levantava, mas eu ja o feri na barriga. Olhei entao para Cazi, que também havia matado dois, e lhe restava um, mas cazi estava ferido e estava com dificuldade para lutar, ataquei entao o inimigo, que quando se virou para se defender de meu ataque foi pego de surpresa pela lâmina de Cazi. a luta havia acabado.

Olhamos surpresos um para o outro. Cazi assentiu uma vez, seu rosto demostrava gratidão, estavamos bufando de cansasso
_Bom trabalho-disse ele olhando para mim
_Obrigado-disse ainda bufando

Amanda se aproximou de mim me perguntando se estava bem, e me ajudou a voltar até o acampamento
_acampamento?-perguntei
_sim, armamos acampamento, visto que vocês pareciam querer demorar
_Desse jeito nao chegaremos em Cair Paravel NUNCA!-disse num tom sarcástico

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Seg Set 21, 2009 6:34 pm

Capitulo 6-Chegando a Cair Paravel

Acordei cedo novamente, desta vez ninguem estava acorado, Amanda dormia ao meu lado, passei a mao em seus cabelos e lhe dei um beijo no rosto, então peguei minha espada e fui caminhando floresta adentro, para olhar o que havia em volta, subi até o alto de um monte e olhei lá de cima, vi um brilho ao longe perto de uma pequena listra que aparentava ser o mar: _Estamos perto- Sussurrei pra mim mesmo
Desci o morro devagar, e então algo me preucupou, quanto tempo deveria demorar para as tropas chegar a nárnia?
Era intrigante, terminei de descer e logo chegei ao acampamento. Cazi havia acabado de acordar e Hotkill também, chamei os dois em um local longe dos demais para nao acorda-los e fomos conversar:

_Devemos chegar a Cair Paravel hoje-Disse olhando os dois
_Esta perfeitamente certo Josh-disse cazi
Hotkil assentiu uma vez
_Devemos esperar que os outros acordem e faremos uma estratégia para acelerar o passo
_Concordo-Disse hot
_Vou bolar algo-Disse levantando
_Ok-Assentiu Cazi

Logo todos acordaram, Cazi os chamou ao centro da roda para que eu esplicasse como seria nossa etapa do dia
_Muito bem, vai ser assim, Kan irá a frente, farejando para que nos avise sobre o perigo, cazi logo atráz, para acelerar o passo, Amy e Hot vao no meio para ajudar todas as partes em caso de um possivel ataque e Amanda logo atráz, para guardar a retaguarda, e eu irei pelos flancos, para que possa ajudar em todas as áreas e observar a formação para corrigir eventual erros
_Nao teria feito melhor-disse Cazi
_Impressionante-disse hot assentindo
_seguirei suas ordens-disse kan
Amanda ficou em silencio
_O que foi?-perguntei olhando a ela
_Nao me alegra o fato de que você irá sem par para proteção
_Não se preucupe comigo, estarei seguro
_Comam e bebam-Disse cazi-Cavalgaremos por todo o dia sem nenhuma pausa

Após nos prepararmos, cavalgamos a alta velocidade, passando por campos, montanhas, rios e vales. Cavalgamos durante horas, ao fim do dia, quase anoitecendo, avistamos as luzes de Cair Paravel logo após a colina, ficamos realmente impressionados e aliviados de chegarmos bem

A medida que nos aproximavamos, a agitação no castelo ia aumentando, os guardas ficavam inquietos e logo mandaram um grupo para saber porque nos aproximavamos do castelo...
O líder do grupo se aproximou e disse:
_Saudações! Posso ajudar em alguma coisa?

Eu mais do que depressa disse:
_Queremos falar com o rei, imediatamente!!!

Quando disse a palavra "imediatamente" o líder se assustou, mas se acalmou ao ver Cazi em meio ao grupo...
_Olá mestre Cazi, o que o bom professor aprontou desta vez?
_Meu caro - ainda muito ofegante, cazi pausa a fala - Tenho noticias urgentes para o rei - pausa novamente - Os guerreiros das ilhas solitarias querem atacar as terras de Narnia, gostaria de falar como rei ou com o superientedente do exercito ou qualquer nobre que possa me ajudar!

A Princesa Emilly Estava lá a apreciar a linda paisagem do castelo de cair paravel, quando recebera a noticia de que um grupo de guerreiros fortemente armados havia chegado e perguntado sobre o rei e os altos comandantes,
Emilly como encarregada chefe da guarda do castelo desce de seus aposentos e parte ao encontro de tais. Ao chegar se surpreende com a grande quantidade de guerreiros, mas pensa rápido.
_Por qual motivo recebo a visita de tais guerreiros ao castelo do rei...?

Cazi se curva em sinal de reverencia.
_Sou Dayamashu Cazi Líder da escola de Arcadia, estou liderando esse grupo de guerreiros, trazendo-lhe uma noticia não muito agradável - já levantado olha para os olhos da princesa - Os Chefes das ilhas solitárias e junto com os Telmarianos, tentam um ataque contra o nosso reino... devem estar chegando em 5 ou menos dias!
_Princesa Estamos de viagem a 5 dias Minha tropa precisa de aposentos para descansar, ainda temos alguns dias para interceptar o ataque inimigo, conceda-nos abrigo e os ajudaremos com os preparativos!
_O sim claro-Disse a princesa surpresa
_Uma pergunta princesa, quantos são nossas tropas-perguntei curioso
_Tenho um Batalhão a menos de 2 dias de viagem são cerca de 300 guerreiros, de diversas raças, meu pelotão de elite esta em viajem com meu pai, no entanto temos Ainda os guardas do castelo e também vocês - olha para baixo retoma o folego, segura as suas mãos nas costas e procegue com seu plano - Como disseram temos cerca de 5 dias para nos preparar a esta guerra, Podemos chamar os guerreiros da arquelandia para nos ajudar, sei que não exitaram em nos ajudar, no entanto demoraram mais dias
_Já é um bom comesso-disse rindo, sabendo que seria uma das mais violentas guerras que ja havia participado
_E a segurança do Rei?-Perguntou Cazi preucupado
_Não ha com que se preocupar o rei esta salvo em nosso pais, bem seguro com nossa Guarda de Elite, proponho a vós que venham conosco deleitar-se no balquete real essa noite! Temos quartos a todos caso estejam cansados sei que vão melhorar, - passa ao lado de cazi e olha com a beirada do olho -não se preocupem darei ordem para o grupo de defesa chamá-lo para a proteção do castelo
_Fico aliviado - disse cazi-

É... Ninguém de Arcadia percebera a presença constante de um lobo acinzentado por perto deles. Tá... Matilhas de lobos eram comuns naquela região, mas um lobo sozinho é novidade. O tal lobo, que estranhamente trazia uma espécie de mochila na sua barriga, estava acompanhando-os desde a saída deles, em Arcadia... Talvez com o mesmo destino, ninguém sabia ao certo, mas aquele lobo tinha uma certa "missão" no Castelo de Cair Paravel.
Um lobo que pensa? Só falta falar. Se você pensou isso, acertou... Pelo menos de certa forma. Sim, esse lobo fala, pensa e, de vez em quando, ainda anda sobre duas patas. Ou deveria dizer "pernas"? Ainda não entendeu? Ele é, obviamente, um Zoomorfo. Talvez um bem conhecido de todos: o professor de Arco e Flecha da Escola de Arcadia da Ordem, Professor Thorn. Bem... Pelo menos era ele em sua forma animal.
Voltando ao que acontecia com o Professor Thorn, ele achava que seria mais rápido - e fácil - chegar ao Castelo de Cair Paravel para procurar novos guerreiros em sua forma Lupina, já que poucos arriscariam atacá-lo. Pelo visto os guerreiros que sairam de Arcadia estavam indo mesmo para o mesmo canto que ele. Ao longe, avistou uma enorme muralha. Talvez uma das maiores que já havia visto em sua vida. Suspirou aliviado: finalmente chegara a seu destino. Dali em diante seguiria em sua forma humana. Havia deixado os outros para trás alguns quilômetros antes e, assim, nenhum deles saberia que ele estava ali.
Voltou a sua forma original e adentrou os domínios do reinado de Cair Paravel. Por algumas horas procurou guerreiros competentes o suficiente para ser convidado para a Escola de Arcadia. Não teve tanto sucesso, mas conseguiu encontrar alguns guerreiros e guerreiras que se comprometeram a, pelo menos, tentar ir até a escola e fazer o exame de seleção. Já estava quase de saída quando, ao olhar para o lado, viu os Guerreiros de Arcadia na frente do castelo conversando com uma jovem. A princesa, supôs Thorn.

_Ora, ora... Olha só quem está por aqui - falou, aproximando-se e acenando para o grupo. — Como vão, senhores? - falou, dirigindo-se aos seus conhecidos. — Princesa Emilly... - falou, reverenciando-a logo em seguida, ao reconhecer a garota.
_Olha só, o sumido resolveu aparecer-disse josh entre os dentes
_Olá Professor Thorn-Comprimentou a princesa Emilly ja se dirigindo ao castelo juntamento com os demais

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Seg Set 21, 2009 6:35 pm

Capitulo 7- O banquete

A governanta do Castelo guiou os guerreiros para os quartos a fim de que se preparassem para o banquete real...
Os quartos ficaram: Josh e Hot em um, Cazi e Farai em outro, Amanda em outro, Kan e Thorn no ultimo

Ao chegar ao meu quarto, vejo tudo muito bem limpo, roupas limpas e bem passadas, o teto do quarto parecia que havia sido esculpido com bastante calma. Havia duas camas e dois abajures proximos a elas, um espelho e uma escrivaninha num canto. Havia duas portas na parede lateral, uma que dava ao closet, e a outra que levava ao banheiro....

_Aleiluia!um banho, o quanto eu preciso de um banho....eu vou na frente hot, nem vem q nao tem!

Ja entro dentro do banheiro e fecho a porta...

Dentro do banheiro havia uma grande pia e um espelho sobre ela....
Havia uma banheira ao canto do banheiro, que era muito bem iluminado por pequenas lamparinas incorporadas as paredes...

Entrei dentro da banheira e tomei um banho q demorou cerca de 40minutos...
Ao terminar, enrrolei no roupao e sai do banheiro...
O Hot ficou reclamando algo sobre ter demorado muito, mas falando sério, depois de 5 dias de caminhada, todos nos pediamos este banho...
Entrei no closet e peguei uma vestimenta adequada a ocasião....me vesti e fiquei esperando o hot na sacada até a hora em que iriamos nos encontrar com os outros
Hot demorou cerca de 20 minutos e ja saiu:
_Já? - perguntei fazendo uma chacota
_Nao troxa to la tomando banho ainda...cada uma que me aparece - Disse ele rindo - A galera ta demorando ne?
_É sim, nao estou aguentando mais.

Cazi....

Cazi chega no seu quarto abraçado com Amy, era uma coisa tão bela que o enchia os olhos, avistou a cama de casal com uma colcha esticada.
- Vou pular – num ato de infantilidade sai correndo e da aquele pulo, infelizmente com o embalo o leva escorregar da cama caindo do outro lado desmanchando toda a arrumação. Levanta com uma cara sem graça – desculpe sempre tive vontade de fazer isso! – começa todo vermelho a arrumar a cama, não fica nem perto de como estava, no entanto fica bom!
Depois de se deslumbrar com a cama, começa a prestar atenção no quarto, incrivelmente organizado, com moveis todos em madeira maciça, uma mesa encostada na parede ao lado do banheiro, ao lado da cama 2 criados mudos cada um com uma vela em cima, a sacada para o mar, dando-lhes uma visão muito bela
- Amor o que vamos fazer? Ainda temos cerca de 3 horas para nos encontrar com os nossos amigos! – pega a mão dela, da um selinho, sem falar nada esperando a resposta pega a mochila que deixou cair na hora da corrida e coloca ao lado do criado-mudo, e senta na cama, da um tapinha na cama chamando Amy para sentar ao seu lado.

Amanda...


Ao chegar ao meu quarto sinto-me aliviada ao olhar minha cama percebo o quanto estou exausta
Após tomar um longo banho, vou olhar os detalhes do quarto mais ativamente, as prateleiras,os livros e me empolgo ao ver um exemplar antigo sobre as lendas do local. Mas logo fico agitada querendo saber se Josh estava pronto

Josh...

Me canso de esperar na sacada, vou até o corredor para ver se há algo de interessante pelo castelo...

Derrepende topo com um Capitão do exército narniano subindo a escada, o mesmo quando me vê abre um sorriso e faz uma saldação tipica de oficiais e diz:

_Olá Sr. Josh, ainda está um pouco cedo para o jantar não?
_Sim meu caro, ainda faltam algumas horas, mas estou apenas batendo pernas...
_Pois bem, gostaria de conhecer nossos oficiais antes do jantar?
_Sim, seria uma honrra!
_Venha comigo...


O capitão me levou até uma grande sala, onde estava reunido 3 homens, que aparentemente pelas roupas, eram 1 Tenente e 2 Capitães, esvam muito bem vistidos e conversavam animadamente sobre casos antigos.
Quando notaram minha presença, pararam de conversar e ambos sorriram e fizeram a mesma saldação que me havia sido feita pelo capitão.
_Saldações Sr. Josh, Disseram eles, Sabemos sobre o ataque e gostariamos que soubessem que estamos prontos para eles...
_Bom, obrigado pela disposição, mesmo confiantes, devemos nos precaver, nao vamos subestimar nossos inimigos
_Tens razão Sr. Josh, nao sabemos o que estao tramando...
Neste momento entra um garoto na sala e diz:
_A princisa quer ve-los, sinto muito Sr. Josh, é apenas com eles, o jantar se iniciará em algumas horas, sugiro que dê um passeio pelo castelo, verá q é bastante confortavel
_Muito bem Sr. Josh, continuaremos nossa conversa mais tarde...Disse um deles
Sai da sala e fui direto a um grande salão que ali havia e lá fiquei aguardando

Hotkil aparece e pergunta:

_O que sera que a princesa quer falar com os capitães??
_Algo que tenha a ver com o ataque, concertesa...ou algo relacionado a minha pessoa, como desconfiança, se eu nao seria um espião - Respondi desconfiado


Amanda...

Depois de uma boa descansada e um bom banho, resolvi ir dar uma volta...

Sem querer ouvi a conversa do Josh dizendo que era um espião para o Hot e fiquei Perplexa.
Será? O Josh um espião??
Depois de algum tempo chamei o Josh num canto para conversarmos a sós

Josh...

Percebo que a Amanda pegou a conversa um pouco pela "metade", e fiquei um tanto preucupado, mas poucos segundos depois ela me chamou para me dar uma palavra, foi entao que percebi o quao bonita ela estava...
Ela vestia um vestido de gala rosa cláro quase branco, com detalhes em prata, seus cabelos estavam com um pentiado clássico de princesas, e sua tiara era de prata bastante relusente, seus olhos brilhavam como as estrelas do céu...
Fiquei até pálido, mas fui "acordado" por uma pergunta dela:

_Josh, vc é um espião?

Então um pouco sem jeito pela pergunta um tanto estranha respondo:

_Nunca! Realmente há motivos para desconfiança, visto que apareci do nada aki em nárnia, e tenho um passado um tanto duvidoso, mas posso garantir que nao tenho nada com isso...
_Tem certesa disso?
_Cláro que sim! Não se preucupe com isso, você está linda, e a noite está maravilhosa...

Fico a olhando durante algum tempo, ela olha em meu rosto e o segura com uma das mãos, e então nossos rostos se aproximam e seus lábios tocam os meus, e comessam a acompanhar o contorno de minha boca e logo depois se afastam

_Josh, eu gostaria de lhe dizer algo. desde aquele dia que você me salvou, eu percebi que comessei a sentir algo em relação a você - Comessou a suar - o que eu quero dizer, é que, Eu te amo!
Fico olhando aquelas palavras, e então digo algo que veio do fundo do meu coração:
_Sabe, eu sinto a mesma coisa - logo depois percebo que deveria ter falado algo menos "idiota"
_Venha, vamos proucurar os outros

Então pego na mão dela e vamos andando pelo corredor.

Amanda...

Embora eu acredite nele, eu estava preocupada pois a desconfiança ainda pairava sobre meus devaneios, embora eu o amasse,estaria disposta a enfrenta-lo caso fosse mesmo um espião...
E me pergunto se teria realmente coragem de passar por cima do meu amor por ele e enfrenta-lo desse jeito.. Espero realmente naum ter que passar por isso..
Será que Josh está mentindo??
Só o Tempo dirá...

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Seg Set 21, 2009 6:36 pm

Capitulo 8- Um "Belo" de um banquete

Hotkil...


Estava distraido e nem vi quando manda chama Josh para dar "uma palavrinha"
vou andando ate que acho os dois e chego bem na hora do beijo...me escondo nas sombras e fico vendo o resto da converssa... quando acabem chego perto e digo baixo para josh:
_Sera que teremos algum problema com esse negosso de acharem que voce e um espiao???
_Nao sei caro amigo, acho que teremos alguns problemas quanto a isso - Disse Josh preucupado
Fiquei um pouco preucupado, e logo disse:
_Amigos para sempre!
_Valeu manim - Disse Josh pegando em minha mão em um forte aperto

Cazi...

Depois de dormir 2 horas fui acordado por Amy que acabara de tomar um banho.
- Oi amor desculpa dormir estava muito cançado vou dar uma volta enquanto você se veste - chega perto dela da um beijo nela, não muito empolgante, pois ela estava de toalha... pega uma maçã e sai.
Ao sair do quarto bate a porta, e logo ouve o barulho da tranca sendo fechada, começa a andar pelo castelo, entra em uma sala grande que no fim tinha uma grande porta, atrevidamente aproxima-se e abre a porta. Entra na sala e todos os olhares se voltam a ele, um homem de aparencia brava fecha a cara, um gordinho que estava comendo,
para com a rosquinha bem perto da boca, O garoto não conhecia quase ninguem, a não ser a bela princesa, que estava muto diferente suas roupas mais belas, seu rosto muito branco, mas seus olhos fritavam o garoto. Logo percebeu que entrara no lugar errado e na hora errada.
_O que fazes aqui garoto- perguntou o homem bravo.
_Desculpe a interferencia, não queria atrapalhar, sou Dayamashu Cazi, professor e atual lider da escola de Arcadia! - abre um sorriso no rosto, na tentativa de descontração
_Sei... - Disse o homem - você que trouxe o forasteiro e a informação! não foi???
_Sim, trouxe Josh, filho do governante das ilhas solitárias!
As portas se fecharam, e uma seria reunião começou.

Depois de vinte eternos minutos para os guerreiros, o banquete é anunciado, os serviçais avisam todos, depois de cinco minutos todos estavam há mesa, na seguinte ordem, lado direito: os generais e conselheiros, lado esquerdo, a primeira cadeira, cazi, farai, hot, thorn, Josh e Amanda e finalmente kan, no topo da sinuosa mesa A princesa Emilly.
Bom não é difícil imaginar um banquete real, muita comida e vinho, frangos, peru, saladas, cervos selvagens(não falantes), uma taça de vinho para cada pessoa.

Josh...

Me sento cordialmente e comesso saboreando o bom vinho que nos havia sido servido, embora estivesse um pouco preucupado com minha situação atual, nao desviava meus pensamentos de duas coisas...

O motivo de estar ali, e a segurança de minha amada Amanda...

Inicialmente parecia-se que o banquete não iria passar-se de um simples banquete, mas interrompi o silencio que enchia a sala e cochichei baixinho com Kazi:

_Vi que vc saiu de uma sala repleta de comandantes, e que os mesmos pareciam muito sérios, o que houve lá?
_Faz muito tempo que não participo de um banquete assim.Isso é tão estranho - Sussurou Kan em em seu lugar
Amy se aproximou o ouvido para escutar a resposta de Cazi a minha pergunta
_Sim tive uma pequena conversa, mas nada de mais, coisas de guerra - disse Cazi despreucupado
Ele olha para a princessa, da um sorriso para ela e argumenta:
_Vinho muito bom! - e levanta a taça
Amy da um pequeno biliscao em Cazi
_O que foi? - Pergunta ele baixinho

Kan...

"Deve estar acontecendo alguma coisa que não sei" pensei ao ouvir tudo aquilo. "vou ficar quietinho tomando meu vinho enquanto vejo o que acontece"


Amy...

Assim que Cazi olhou para ela, Farai torceu o canto do lábio.

_Se continuar dando tanta atenção à princesa vai me deixar com ciúmes - Se aproxima dele para sussurrar em seu ouvido, e em seguida volta à posição anterior, dando atenção ao seu prato de peru.

Separa sua mão direita da dele para pegar a taça de vinho à sua frente e levá-la aos lábios. Degustando do líquido

Josh...

Ao escutar a resposta de Cazi, fico um pouco quieto, sabia muito bem pela espressão do amigo, que algo sério acontecera, fiquei um pouco pensativo, mas fui "acordado" pela a Amanda que se encostara no meu ombro.
Tratei logo de retribuir com um sorriso e um leve beijo na testa, voltei-me ao banquete e degustei um pedaço do pernil, dei um gole no vinho, de repente, fui surpriendido por dois guardas, um deles colocara a mão no meu ombro e me diseste: _Josh, venha caminhar comigo um instante...
Me levantei da mesa ja sabendo o que iria rolar, estava apreensivo pensando como iria reagir...Iria lutar com os guardas e fugir pela liberdade ou seria preso e esperaria que tudo se esclaresesse? tive de pensar rápido, quando dei por mim estava em uma grande sala repleta de soldados, enquanto isso ouvia a discursão embolada que se desenrrolava no salão do banquete...
Concertesa Cazi questionara tal ato, pensava comigo mesmo,
Resolvi entao depositar minha confiança em Cazi, sabia que meu amigo me tiraria deste "mal entendido"...

Hotkil...

Levanto por reflexo com a mao em minha katana pronto para a briga, mas olho para cazi esperando que ele fizesse algo (ja q nao sou muito bom em converssar)
_Faça alguma coisa Cazi!
Mas cazi apenas acena pra que eu me sentasse

Emily...


Estava já com fome depois de uma cansativa reunião, seus pensamentos sobre os novatos mudara de acordo com o relacionamento, que tinha com cada um deles, ainda não havia uma opinião a respeito de Josh ser um espião, mas estava de "orelhas em pé" caso fosse mesmo, antes de reunir a mesa junto com os outros Emilly, pedira para que seu fiel general Kansume ter uma conversa com Josh, ao se assentar na mesa pegou o vinho e saudou todos, não demorou muito para comer, com delicadesa e educação, que uma princesa deve ter.

Quando ouve o comentario de cazi, abre um sorriso concordando, mas logo disfarça quando, não com muita nitidez, ouve o comentario de Amy, continua a sua refeição, quando o general Kansume, grosseiramente retira Josh da mesa.
_O que se passa? - falo para mim mesma...

Cazi...

_Isso nao foi como o combinado - Disse ele um tanto nervoso
_Vou puxar as redeas dele, não se preucupe - Disse a princesa
_O que esta havendo aqui? - Perguntou Hotkil enquanto ainda estava com sua espada em maos e nervoso
_Nada, sente-se Josh ficará bem, só estão conversando - Disse com um tom sério
Hot se sentou e pareceu mais calmo ao meu ver

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Seg Set 21, 2009 6:37 pm

Capitulo 9- O inicio de um tormento

Josh...

Estava mudo, inquieto e sem muito o que falar, nao havia sentido esta sensação a muito tempo, todos me olhando e me encarando como se fosse um monstro, nao sabia se era de espanto ou de raiva, apenas que aqueles olhares ferozes e prontos para atacar, fiquei a todo momento com as mãos na bainha, pronto para sacar a espada a qualquer momento, fiquei observando atentamente a todos.

Entao de súbito um dos comandantes se aproximou, notei pela armadura que usara que se tratava do General Kansume, fiquei parado tentando demostrar uma posição elevada, afinal, eu era o comandante da 1ª divisão da cavalaria das ilhas solitarias, e devia me comportar como tal, embora houvesse desertado, mas havia de manter minha honra como um dos melhores espadachins das ilhas solitarias.

O General Kansume se aproximou de mim e disse:

_Sou o General...neste momento o interrompi
_General Kansume, sua reputação lhe precede...
_Vejo que tens bastante confiança Jovem Josh-Disse ele rindo-conheço sua fama, sei que és um eximio espadachin, um dos melhores que temos, eu diria, mas isto nao retira o fato de que você poderá ser um espião...
_Admiro sua preucupação General, faria o mesmo em seu lugar-Disse tentando apasiguar a cituação-Inclusive desejo conhecer todos os meus conterrâneos que aqui estão para ver se são confiaveis...
_Verei isto mais tarde-Disse ele desconfiado-No momento nao confio muito em vossa pessoa, mas o deicharei livre, com a condição de que este meu soldado fiel...
_Este não-disse interrompendo-Aquele!-Apontei a um dos Capitães
_Mas este é um dos nossos melhores homens!

Neste momento mostrei a palma de minha mao a ele mostrando-o para esperar, me virei ao soldado que ele havia dito e disse:

_Desembanhe sua espada e me ataque soldado!

Demorou um pouco para ele perceber que eu falara sério, mas o mesmo obedeceu, entao em um movimento rápido retirei minha espada e com três movimentos desarmei o soldado...

_Viu general, nao seria lá grande coisa ter essa "pedra" na minha cola, dizendo "me vigiar"
_Vejo onde quer chegar, pois bem, Canrilius-disse olhando para o capitao-você irá acompanhar o Comandante Josh aonde ele for, e se necessario, detenha-o se ele fizer algo suspeito...
_Sim meu senhor-Disse Canrilius-

Canrilius venho andando em minha direção, era um rapaz novo, aparentemente tinha uns 23 anos, 3 anos acima da minha na verdade, era de estatura mediana, detinha uma grande velocidade e agilidade, como eu ja havia visto em campeonatos que anoalmente aconteciam, mas ainda inesperiente em batalha.

_Passar Bem General Kansume. Disse ao retornar ao banquete
_Passar Bem Josh.

Entro novamente no salao e me sento ao meu lugar e dou um gole no vinho e pego na mao da Amanda e dou um soriso e pisco para ela, depois olho o restante das pessoas a mesa(continuando a segurar a mao da amanda) esperando pela pergunta certa: "O que aconteceu?"

Amanda...


Apesar de ainda estar um pouco assustada com o que aconteceu...
Olho para o Josh e procuro respostas...
_O que aconteceu? pergunto em voz baixa.

E a pergunta que naum quer calar:
_o que irá acontecer a diante?

Espero temerosa pela resposta...

Josh...


_Nada não Amor - Respondo com sinceridade - Apenas estavamos conversando...

Olho firme para Canrilius quando o mesmo se senta a mesa...

Hotkil...

Olho para josh meio preocopado e depois olho para Canrilius e pensso "acho melhor ficar de olho nesses dois..."

Josh...

Comi minha comida um tanto aflito, o dia pra mim ja tinha ido embora, não estava com Ânimo para nada, me levantei, dei um beijo no rosto de Amanda e lhe disse ao ouvido:_Estarei na varanda do segundo andar se precisar de mim...
Me virei aos demais e disse: _Tenham um bom jantar...
Me retirei com um comprimento cordial e fui em direção a varanda, me encostei na mureta da sacada e pude ver o mar lá em baixo, e fiquei imaginando como seria os próximos dias...
Fiquei "viajando" em meus prórios pensamentos...

Hotkil se aproxima e se apoia a mureta ao meu lado, e a principio parece me ignorar, mas depois quebra o silêncio e pergunta:
_O que sera que vai acontecer agora???? to meio preocupado - Disse com sinceridade
_Não sei bem cara, tenho uma leve impressão de que as coisas nao vao nada bem...Acredito que ainda teremos uma longa batalha interna até que todos me conhecam...

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Josh Teck
Rei Josh | Líder Admin
avatar

Número de Mensagens : 181
Idade : 28
Pontos : 272
Data de inscrição : 07/04/2009

Ficha do personagem
Vida:
0/0  (0/0)
Nivel: 1
Experiencia:
0/0  (0/0)

MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   Dom Out 18, 2009 3:41 pm

Nuh velho ta super desatualizado... xP

Eu ja terminei e tem 17 Capitulos, enquanto aki ainda ta no cap 9,

Infelismente ainda nao posso postar, pois irá contar o que a administração tem planejado para a quest, portanto, aguardem...xD

___________________________________________
Um Comesso de uma Nova História

"Quando Pensares que é o melhor, Tente andar sobre as águas!"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
FanFic---"As Crônicas de Nárnia, Invasão Destemida"
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» "Falsa Sensação de Segurança" Chapter VII "O Outro lado do espelho - O reflexo revela-se"
» [FANFIC] Pokémon Revolution, a jornada de Brian e Letícia.
» [Fanfic] A vida de um deus.
» [Fanfic]O Último Suspiro
» Solas and Dark ~ the Chronicles of Hazama ? The Rise of Dragon [Fanfic Original]

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
CVRPG v3.0 :: .:: OFF RPG ::. :: :: Dentro do CV :: :: Área Flooder-
Ir para: